segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Na eterna busca de mim


Por tanto amor, por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz, manso ou feroz
Eu, caçador de mim
Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar longe do meu lugar
Eu, caçador de mim


Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer
Senão esquecer o medo
Abrir o peito à força
Numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir o que me faz sentir
Eu, caçador de mim...

Milton Nascimento


Transcrição inspirada nas palavras do meu amigo muito querido, Alexandre Mauj
"... larva se acha linda, considera seu sujo casulo um palácio até virar borboleta e voar por ai.  Quem não viu as flores não faz idéia de como elas são/cheiram.
Que todos nós libertemos as borboletas que teimam em manter-se presas nos casulos, sem coragem de buscar a si, o externo, de conhecer o novo, expandir horizontes constatando o quanto é bonito lá fora. 
Beijos estalados!!!

9 comentários:

  1. Muito linda a postagem... Milton é rei...

    Bjuxxx

    ResponderExcluir
  2. "Eu caçador de mim...".

    Bjs.
    _
    Lá vai você sumindo de novo!

    ResponderExcluir
  3. É. É lindo sim irmã amada!

    Sorriso bonito, borboletas coloridas
    e um sol lindo pra ti.

    AMOVC!

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto da letra de caçador de mim, e Milton Nascimento cantando é tudo de bom realmente.

    ResponderExcluir
  5. Essa letra do Milton, é um verdadeiro poema. Adoro.
    Bjux

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga...passei pra deixar um beijinho e dizer que tô um pouco sumida pq voltei ao batente!kkkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Bonita a homenagem e a poesia...

    Fique com Deus, menina Fadinha.
    Um abraço.

    ResponderExcluir


VOLTE SEMPRE!!!!
 
BlogBlogs.Com.Br