sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Importante papel



Filha de 8 anos, cantarolando: "O jeito é dar uma fodidinha com vc, o jeito é dar uma fodida com vc..."
Tenso! Parei para confirmar se ouvi o que pensei escutar!!!
Sim, eu ouvi! Ela repetiu. Putzzz...
Eu: Oxe, filha... que é isso? Que música é essa?
Filha de 8 anos: Todo mundo canta na minha escola, mãe! "Chiquinho", "Chiquinha", e "Fulaninha", todo mundo canta! (citou o nome dos três melhores amigos)
Eu: Que jeito feio de cantar! E a música nem é assim! Então, você repete o que fazem, é??? Entenda que você não é "Maria vai com as outras". Foi por isso que Deus te deu a capacidade de pensar para não ficar repetindo o que o outro faz. Se alguém se jogar de um prédio, você vai junto, é?
Filha de 8 anos: Não mãe!
                        Mãe... e o que é foder?
Eu: (pausa... suspiro pra pensar)
      É o apelido vulgar que algumas pessoas usam para "fazer sexo", "fazer amor". Lembra que já te expliquei que o ser humano escolhe outro para fazer sexo e procriar? então... tem gente que se expressa desse jeito doido aí. Eu acho feio, sabe?
Filha de 8 anos: Vixee... e eu tava falando isso?! hihihihi... que vergonha! (tapando o rosto com a mãozinha)
Eu: Pois é... qdo a gente repete um gesto do outro sem nem saber o que é, corre o risco de fazer bobagem. Por isso devemos seguir a nossa cabecinha, fazendo o que é certo. E não repetir o errado ou o que não sabe, né?
Filha de 8 anos: É sim!!!
         (um segundo depois)
                        Olha ali, mãe! Aquele passarinho lá fora como é lindo! Vamos comprar uma cacatua?
.............
Daí importância do diálogo e de fazer-se presente.
O momento de conversar sobre "certas coisas" é quando surgem as dúvidas, sem hora ou lugar.
Precisamos ser solícitos e amigos, sempre.

9 comentários:

  1. Exato, as crianças devem ser corrigidas na hora e com a verdade, só assim elas aprenderão.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Nossa, admirei seu jeito doce de explicar para a tua filha...Eu tbm quero ser assim qdo tiver meus filhos, quero ser amiga deles!

    Ai,mto fofa ela com vergonha do q tinha cantado...hihi

    ResponderExcluir
  3. rs...
    Uma vez vi algo parecido, nem lembro a música que o menino cantava.
    Mas detalhe, ele começou a cantar, do jeito que meninos de 4-5 anos cantam - "baixo", dentro de um ônibus levemente cheio. A mãe não sabia o que fazer.

    Gostei da forma como explicou tudo pra ela.
    Gostei mesmo!
    (:

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga!

    Cheguei aqui pela mão da Ná!
    Não vou participar porque sou Portuguesa :(
    Li o seu texto e achei muito pedagógico.
    Perfeito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Fadinha!
    Ótimo exemplo de como educar com o diálogo. Sem dúvida a sua filhota está recebendo toda a base para formar um bom caráter.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  6. Fadinha! Amiga!

    Fico muito feliz que tenha gostado.
    Bem preciso de uma fadinha boa na minha vida :)))
    Mesmo, não estou a brincar!
    Felizmente está cá agora o meu filho e a vida ganhou encanto!

    Beijinhos
    Respondo a todos os comentários, sem excepção.
    Voltarei sempre.

    ResponderExcluir
  7. Oie, antes de mais nada... que SAUDADES de te visitar... gosto de vir aqui te ver e ler seus posts...
    Adorei a forma como vc lidou com esta situação, outra mãe brigaria e ponto final, nem explicaria o motivo... bjs flor.

    ResponderExcluir
  8. complicado né. fico horrorizado com as músicas que as crianças ouvem...meus sobrinhos tb cantam coisas parecidas, pq os amiguinhos ouviram em músicas por ai.

    mas foi bonito o jeito q vc ensinou a Lu, com carinho e a explicação do porque não é legal falar esse tipo de coisa.

    bjs e bom fim de semana pra vcs!

    ResponderExcluir


VOLTE SEMPRE!!!!
 
BlogBlogs.Com.Br